Jornal Meio Dia
Menu Dropdown Horizontal - Linha de Código




CONFIRA ALGUNS PASSOS PARA TER A MELHOR APOSENTADORIA - Por advogado Djair Tadeu Rotta

2016-10-31



Na última edição falamos de alguns passos para se ter uma aposentadoria melhor, foram 2 de um total de 6.

Agora falaremos das últimas dicas para a melhor aposentadoria, lembrando que é sempre bom consultar o parecer de um advogado especializado no assunto. Procure um profissional de sua confiança, com certeza ele lhe trará a aplicação exata do direito no seu caso.

_____________

Passo 3: Calcular o tempo de serviço

Depois de conferir todos os registros do CNIS e comparar com os documentos (Carteira de Trabalho, guias e carnês de contribuição, dentre outros) é hora de calcular o tempo de serviço.

Isso permitirá definir quanto tempo de serviço o segurado possui e quando vai se aposentar.

_____________

Passo 4: Simulação do valor da aposentadoria

Depois de definir a data da aposentadoria, é hora de saber quanto vai receber. A simulação da renda atual é fundamental para planejar as próximas contribuições e definir a renda futura.

Dica: isso evita que o trabalhador jogue dinheiro no lixo: muitos pagam mais do que vão receber. Use esse dinheiro para realizar seus sonhos.

Este passo tem que ser mais largo

A Previdência Social não disponibiliza ao segurado serviços que apontem se a contribuição que ele está pagando está correta. Também não simula o valor da aposentadoria em datas futuras.

A aposentadoria por tempo de contribuição, por exemplo. Outros estão pagando sobre 11% e teria que ser 20% e vice-versa.

Mas o pior de tudo é pagar contribuições com valores altos e receber benefícios baixos. A sistemática de cálculo é complexa e não permite deslize.

O melhor mesmo é fazer um diagnóstico previdenciário. O diagnóstico previdenciário e a previdência complementar serão os assuntos da nossa próxima semana.

______________

Passo 5: Diagnóstico previdenciário.

O valor da futura aposentadoria pode ser aumentado com as novas contribuições.

Para garantir uma boa renda é preciso planejar.

Aumentar o valor das contribuições nem sempre garante aumento do valor do benefício e a redução delas pode gerar economia sem prejudicar o valor da aposentadoria.

Quem trabalhou em vários lugares ao mesmo tempo ou pagou o INSS por conta própria deve ter muito mais cuidado.

O Microempreendedor Individual (MEI) que paga a contribuição básica perde o direito à aposentadoria por tempo de contribuição e só se aposenta com um salário mínimo. Cuidado.

Revisão.

Não acredite em promessas mirabolantes. Para saber se a aposentadoria está correta só existe um caminho: ligue no telefone 135 e solicite a cópia do processo de aposentadoria.

Com as cópias do processo em mãos analise todos os elementos que serviram de base para concessão do seu benefício. Se tiver dificuldade, procure ajuda de um profissional.

____________

Passo 6: Previdência complementar

A definição de quando, como e quanto vai ser a aposentadoria permite ao cidadão averiguar com antecedência se necessitará de um plano de previdência complementar.

Isso é fundamental para capitalizar recursos e suplementar essa renda.

Quem já tem um plano de previdência complementar pode utilizar o valor da contribuição excedente que não servirá para aumentar o benefício na Previdência Pública para aumentar os aportes e obter melhores resultados.

Caso a reforma da previdência seja aprovada, as pessoas se aposentarão mais tarde e por isso terão que contribuir por mais tempo. É hora de pensar e redefinir a estratégia de contribuições no INSS.

Djair Tadeu Rotta e Rotta - Advogado OAB/SP 341.378



Comentários



[voltar]    

Publicidade






















• Canais
   Notícias
   Policial
   Culinária
   Vídeos


• Serviços
   Empregos
   Denúncias
   Anunciantes
   Classificados


• Redes Sociais
   Facebook I
   Facebook II



• Expediente
   Jornal Meio Dia
   Fale Conosco


© 2014 Jornal Meio Dia