Jornal Meio Dia
Menu Dropdown Horizontal - Linha de Código




LATROCÍNIO >>> Polícia Militar de Mococa/SP prende casal suspeito de matar taxista para roubar carro

2020-02-09



A Polícia Militar de Mococa/SP prendeu neste sábado, dia 08, um casal suspeito de matar o taxista Antônio Moura, de 63 anos, e roubar o carro dele em Bocaina/SP.

Segundo a PM, a equipe composta pelo Sargento Serra, Cabos Pacheco, Edgard, Silvestre, César e Soldado Ferraz foram acionados via 190, informando que um veículo HB 20 sem placas estava estacionado pela Estrada Municipal Alexandre Cunali, em frente a estação de tratamento de água da SABESP.

O veículo foi avistado pelas viaturas já em movimento pela estrada. De imediato os policiais fizeram a abordagem e em busca pessoal nada foi encontrado. Em vistoria no veículo foi localizado um pino de cocaína e duas porções de maconha.

Em consulta pelo sistema da polícia, foi confirmado que o emplacamento constava como desaparecimento de uma pessoa desde o dia 21 de janeiro, o qual seria um taxista. Após questionamentos, o condutor do veículo confirmou que ele e sua amasiada haviam amarrado a vítima (taxista) e depois o jogaram no Rio Jacaré, fugindo do local com o carro da vítima.

O casal foi encaminhado à delegacia, onde ficaram detidos à disposição da justiça. Eles irão responder por latrocínio, roubo com resultado de morte.

Entenda o Caso!

Antonio desapareceu no dia 21 de janeiro e o corpo foi encontrado no Rio Jacaré-Pepira, na segunda-feira (3). Parentes da vítima reconheceram o corpo como sendo dele e fizeram o enterro na terça-feira (4).

De acordo com as investigações, o casal solicitou uma corrida de Bocaina para Bariri na noite do dia 21 de janeiro, já com a intenção de roubar o veículo da vítima. No entanto, segundo a polícia, os dois não conseguiram praticar o crime durante o percurso e decidiram voltar para Bocaina.

Lá, a polícia informou que a mulher estrangulou o taxista com uma corda enquanto o companheiro dela o segurava. Em seguida, a dupla jogou o corpo da vítima no rio e fugiu com o carro.

Apesar do reconhecimento do corpo pela família, o delegado Marcelo Góes aguarda o resultado dos exames para comprovar a identidade da vítima, já que o corpo estava em avançado estado de decomposição.

Dias antes do corpo ser encontrado, o letreiro do táxi havia sido achado às margens da rodovia próxima ao rio.

O caso foi registrado como latrocínio e os suspeitos foram levados para a cadeia de Avaí. O veículo do taxista também foi conduzido até a delegacia para os necessários exames periciais.

Polícia prende casal suspeito de matar taxista para roubar carro em Bocaina

Exames serão feitos para a identificar corpo encontrado em rio de Bocaina


 



Comentários



[voltar]    

Publicidade






















• Canais
   Notícias
   Policial
   Culinária
   Vídeos


• Serviços
   Empregos
   Denúncias
   Anunciantes
   Classificados


• Redes Sociais
   Facebook I
   Facebook II



• Expediente
   Jornal Meio Dia
   Fale Conosco


© 2014 Jornal Meio Dia